Quinta da Alcateia – Passeio – Hotel para Cão

Da primeira vez que precisei de deixar a cadela num hotel, várias pessoas recomendaram-me a Quinta da Alcateia e quando perguntei se não havia nada mais perto (esta mania horrível duma lisboeta de pensar que algo, só porque fica do lado de lá da ponte, é longíssimo – afinal de contas cronometrei 18min de Sete Rios até lá) disseram-me “haver há, mas não é a mesma coisa”… Ok, pensei, deve ser mesmo bom e até dá jeito, indo para o Algarve deixo-a de caminho!

Pois, vou ser sincera, descansou-me imenso terem clínica veterinária e é mais que visível o genuíno cuidado que têm com os patudos (as notas sobre a rotina deles, a comida organizada, a box enorme, os vários passeios, as zonas para correr, etc). Se custa? Custa, mas custou-me mais a mim do que a ela, que gostou tanto que quando voltámos só queria entrar por ali adentro e ficar lá com os amiguinhos.

E não, não me esqueci, FELIZ DIA DO ANIMAL para todos os patudos!!! Como não sou a única a dar prémios, se visitarem o facebook da Quinta da Alcateia, além de terem imensas campanhas de desconto, podem ainda ganhar uma estadia de dois dias com banhoca incluída!

 

 

 

Julius K-9 – Passeio – Trela

Não sei se sabem mas a Julius K-9 (Orni-Ex) tem muito mais produtos para além daqueles peitorais mais conhecidos;  por exemplo tem também esta trela que estive a testar no outro dia.

Geralmente chama-se a este tipo de trelas, trelas de trabalho, não porque sejam só para aqueles cães de trabalho mas porque são as mais indicadas para treinarmos os patudos, para passeios mais longos, para actividades desportivas, etc.

Vêem aquele relevo cinzento na fita preta? É borracha anti-derrapante aplicada na fita de nylon. Ou seja, por um lado é macia (e garanto-vos que é muito leve para os seus 3 metros de comprimento) e por outro lado também é muito resistente. Já vos aconteceu, quando estão a treinar os patudos com trelas longas, “queimarem as mãos” quando a trela desliza? Como esta dá mais tracção, evita isso. Outra coisa muito importante: a partir do momento em que temos uma trela resistente, o mosquetão também tem que ser de boa qualidade – como podem ver pelas molas e pela diferença de material na foto comparativa.

Dica: como é impermeável é ideal para os dias de chuva!

 

 

 

Pet on Wheels – Passeio – Transportadora

O meu amigo tinha um problema: queria levar o patudo a passear na scooter, mas ainda não tinha encontrado nenhum produto que o tranquilizasse nos três aspectos mais importantes : segurança, segurança e segurança.

Gostámos imenso deste modelo da Pet on Wheels ; pegaram no design e na ergonomia das top-case, criaram uma grelha que não só prende bem a caixa como também permite um destacar fácil, e ainda adaptaram o interior para o cão ficar preso mas confortável.

Para personalizar consoante o gosto e a meteorologia (a janela abre e fecha), está pensado para utilização tanto em motos e bicicletas como também nos carros.

Para os patudinhos é perfeito! A minha bichinha maluca é que gostava que também houvesse um modelo XXXXXL… com rodinhas… tipo em side-car… o que acham?

Dica: os óculos são de pessoas, mas ficaram-lhe mesmo bem!

 

4KP – Passeio Donos – Coleira Fita

Não, não vou falar do “já agora” neste post! Só que gostei mesmo muito do tecido do açaime da 4KP (nem tudo tem que ser cor-de-rosa e há tantas alternativas giras para ficarem femininas na mesma), então pensei “olha, já ag…”, ah… não! Hum… pensei “olha, aproveito e peço a coleira igual”… pronto!

Mas vou ser tremendamente sincera convosco, no princípio tinha algumas reservas em relação a estes modelos largos… não era uma questão de achar feios… no expositor até pareciam bem giros… mas eram diferentes e não sabia se iam ficar bem no pescoço dela ou se a iam magoar… Mas garanto-vos que primeiro estranha-se, depois entranha-se, e por fim adora-se.

É mesmo daquelas coisas que vale a pena experimentar e não nos guiarmos pela primeira impressão. E como (tal como com o açaime) pedi costuras confortáveis, não a magoa nem arranha.

Sim, devem estar a pensar está ali mais qualquer coisa, não é? Pois… hum.. enfim… “já agora” (pronto, já disse) pedi também uma fita igual para mim…

Ah, e sabem qual é para mim a melhor foto? As duas últimas, pois são da coleira e da fita depois de 5 lavagens na máquina em programa longo. Cores impecáveis, costuras também, e o preto não ficou ruço!

 

Decathlon – Passeio – Colete

Já aqui falei da Decathlon, de como não tem só coisas para cães de caça. Mas, por vezes, mesmo as coisas de caça são giras e muito úteis para outros fins! Por exemplo, comprei este colete há imenso tempo, ela está farta de o usar em passeios pelos campos e não tem um único rasgão nem desgaste. Não só o achei lindo (e fica espetacular quer em cão quer em cadela), como ainda é de excelente qualidade.

O facto de ser de neoprene tem muitas vantagens: tem isolamento térmico, é um material leve logo não lhe pesa tipo carapaça e ainda é maleável ao movimento (vejam a foto da bichinha maluca a saltar e como não lhe repuxa as axilas). Acho este modelo muito bem pensado pois, como tapa por baixo, protege-a e impede que ela acabe o passeio arranhada na barriga por causa de todos os arbustos que adora explorar… Além disso, como prende com as fitas em velcro e a cinta por cima, permite apertar à medida para ficar aconchegado e moldado ao corpo deles.

 

 

 

Zu – Passeio – MyFamily – Chapas

Jack Russel encontrado em Sintra, não tinha chapinha. Braco Alemão encontrado no Jamor, não tinha chapinha. Rafeiro encontrado em Benfica, não tinha chapinha. Estas histórias (mais recentes, mas um exemplo de muitas) tiveram um final feliz, mas demorámos um bom bocado até os donos serem encontrados… teria sido muito mais rápido se os patudos tivessem (e é obrigatório por lei!) uma chapa com contacto telefónico… eu sei, vão dizer “ah, ele até tem chip”… Mas digam-me lá, se perdessem o vosso patudo não era preferível receberem logo o telefonema de que ele foi encontrado? Ao invés de estarem à espera que quem encontrou vá procurar onde há um veterinário, ver se está aberto, esperar vez para fazer a leitura do chip, etc, etc?

É fácil e barato… vão até à ZU, escolhem o modelo, tamanho e côr que mais gostam e pronto! E é tão rápido de fazer… cronometrei pouco mais de dois minutos!

Dica: enquanto esperam, procurem no expositor da My Family aquele pacotinho que mostro na foto, pode ser adaptado para porta-chaves para os donos ou, como eu fiz, coloquei a pata e o ossinho na pulseira, ficou gira não ficou?

E já sabem: não saiam de casa sem chapinha!

 

4KP – Passeio – Açaime

Os sites da CP e do Metropolitano dizem que é permitido viajar com os patudos (se não forem perigosos nem constituírem ameaça) desde que estejam ou em transportadora própria ou devidamente açaimados, presos com trela curta e acompanhados dos documentos (licença e vacinas).

Ando há imenso tempo para levá-la a andar de Metro e como queria variar daqueles açaimes básicos, encomendei um à For Kids and Pets (4KP para os amigos). Pedi um macio (mas resistente) e, muito importante, cujas costuras interiores não a magoassem… foi tão fácil: escolhi o tecido, enviei as medidas e já está! Ficou giro não ficou?

Como cada patudo tem o seu formato próprio de focinho é fundamental terem um adaptado, à medida, que não magoe e que os deixe respirar!

Dica: é sempre bom ter em casa um açaime (mais um artigo no tal “enxoval” de que costumo falar) pois tanto dá para os transportes como (se for um cão mais reactivo) para protecção no veterinário, por exemplo.

 

iDee – Passeio – Chapas

Todos os patudos devem ter chip e uma placa identificadora (com nome e contactos telefónicos dos donos). Mas se não gostam de ver aquelas versões penduradas ou se têm coleiras ou peitorais onde não dá para as encaixar, têm aqui uma excelente ideia! A iDee é especializada em chapas/sistemas de identificação, têm imensas opções para pessoas e ainda a versão iDee Pet que é uma chapa com dois elos de borracha que fica encostada à coleira ou peitoral.

E se, por exemplo, quiserem colocar a chapa num peitoral mas não este não tem abertura por onde passar a iDee Pet? Como vêem, podem optar por usar a iDee Helmet com fecho em  velcro, ficou gira não ficou?

Outra coisa de que gostei bastante: no site deles dá para testar a personalização da chapa; e como se vai vendo o texto à medida que se escreve, podemos sempre tentar várias hipóteses consoante o tamanho e a ordem do que queremos lá colocar.

 

 

 

Original Lanyards – Passeio Donos – Coleira Trela Fita

Olhem, olhem, mais uma empresa portuguesa a fazer coisas giras e com qualidade! De certeza que conhecem as fitas da Original Lanyards , mas sabiam que também têm coleiras e trelas para os patudos? Ah pois, são da linha Pavloves Dog (já agora, adoro o nome!) que respeita o estilo e as cores das fitas originais da marca.

Para quem não é muito fã de folhinhos nem de rendas e procura um acessório diferente e com estilo para os seus cães, esta é uma excelente opção. E se dizem que os cães são a projecção dos donos, porque não hão de ser neste caso, os donos a projecção dos cães e terem as fitas porta-chaves a condizer?

 

 

Vitakraft – Passeio – Peitoral

Se querem um peitoral robusto mas macio, que lhes permita correr sem travar os movimentos, e que não lhes roce na zona das axilas; este da Vitakraft  é muito bom. É almofadado, tem um desenho em X que permite repartir a força do puxão e assenta muito bem. Fomos testá-lo também no melhor amigo dela, e não é que ficou todo giraço?

Dica: como os tamanhos por vezes mudam de marca para marca, meçam o tamanho da coleira do vosso cão (medida justa pela base do pescoço) e também o perímetro na parte mais larga do tronco antes das patas dianteiras; escrevam essas medidas numa agenda ou criem uma nota no vosso telemóvel, assim, se passarem nalguma loja e quiserem comprar, têm logo os dados todos para comprar o peitoral certo!